Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Prlinpinpin...

Pózinho daqui... Pózinho dali...

Prlinpinpin...

Pózinho daqui... Pózinho dali...

De volta a mim...

... voltando-me para o meu interior, regressando a quem sou, e deixando o que se pretende que seja. De volta a mim, à minha origem, ao meu pequeno mundo só meu, deixando a minha mente aluar-se sempre que quer e viajar por experiências e vivências ocultas a este mundo onde vivo...

Assim sou eu... dificil de explicar... dificil de entender... facil de agradar... e de magoar...

 

Pensamentos

(imagem retida da net)

Hoje, o dia tem sido um misto de calmo e a correr bem, com doloroso.

Tenho sido incomodada constantemente pela minha mente; As recordações deste ano, tão dolorosas e o culminar na semana de internamento, têm me vindo em flash à cabeça constantemente, deixando á beira de desabar!

E eu que queria tanto desabar mesmo, sinto que me faria bem partir esta parede de betão que construí para me apoiar nestes momentos difíceis.

Mas apesar de a cabeça estar cheia, as lágrimas acumulam-se e teimam em não sair, fazendo com que sinta a minha cabeça prestes a estoirar!

De repente, o David acorda, o Kiko chama, brincam, chega alguém, converso trivialidades e tudo se dilui novamente, até qualquer coisinha despoletar outro flash e começa tudo outra vez!

Talvez esteja confuso este post, mas é difícil explicar sentimentos destes, estados de alma destes.

Agora que a euforia inicial de problema resolvido passou, sinto muita necessidade de chorar. Chorar muito e deitar tudo fora! Tudo aquilo que tem estado preso cá dentro durante todos estes meses de angustias, medos, incertezas...

 

E pronto, sinto-me bem! E pronto, sinto-me cansada! E pronto, preciso desabar para me levantar de novo com a cabeça resolvida!

Estranho, certo?

Mas tudo isto cabe em mim neste momento!

{#emotions_dlg.lips}

hoje sentia-me assim...

Aqui estou eu
Sou uma folha de papel vazia
Pequenas coisas
Pequenos pontos
Vão me mostrando o caminho

Às vezes aqui faz frio
Às vezes eu fico imóvel
Pairando no Vazio
As vezes aqui faz frio

Sei que me esperas
Não sei se vou lá chegar
Tenho coisas p'ra fazer
Tenho vidas para a acompanhar

Às vezes lá faz mais frio
Às vezes eu fico imóvel
Pairando no vazio
No perfeito vazio
Às vezes lá faz mais frio

(lá fora faz tanto frio)

Bem-vindos a minha casa
Ao meu lar mais profundo
De onde saio por vezes
Para conquistar o mundo

Às vezes tu tens mais frio
Às vezes eu fico imóvel
Pairando no vazio
No perfeito vazio
Às vezes lá faz mais frio
No teu peito vazio