Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Prlinpinpin...

Pózinho daqui... Pózinho dali...

Prlinpinpin...

Pózinho daqui... Pózinho dali...

Alma de Bombeiro...

Entrei para o Corpo de Bombeiros de Colares em 1996, na altura, com 13 anos e ansiando completar os 14 (coisa que acontecia em Agosto) para ser oficialmente uma cadete.

Sentia um orgulho imenso por estar entre todos aqueles valorosos homens e mulheres e por me ir tornar num deles, cresci entre fardas e Ambulâncias esperando ansiosamente o momento de ir combater o fogo, aconteceu lá para os meus 17 anos (já como Aspirante a Bombeiro de 3ª)...

O que se sente? Não sei explicar... adrenalina... talvez...Um frio na barriga, responsabilidade, respeito pelo fogo, uma força que nunca pensei ter .

Um Bombeiro em acção supera-se em todos os seus limites... 

Deixei os Bombeiros por volta de 2008, depois de ser mãe e de me ser muito difícil conciliar...

Continuo a sentir um imenso respeito pelos meus colegas Bombeiros, que todos os dias dão o melhor de si aos outros, sem pensar duas vezes. 

O sentimento não passa, não morre... a cada tocar da sirene, todo o meu corpo vibra e a cada noticia de Colegas mortos, toda a minha alma chora...

Ando desde o inicio desta "chacina" anunciada em forma de acidente, a querer escrever sobre o que sinto acerca disto, mas as palavras teimam em não sair e o coração teima em apertar-se mais um pouco a cada nova desoladora noticia....

Ah BOMBEIRO!

FOGO! FOGO! FOGO!

1 comentário

Comentar post